Êxito inesperado fez do Festival do Pão… um chouriço!

Compartilhe nas Redes Sociais

Compartilhe nas Redes Sociais

Post mais recente

Chegar à velhice na nossa geração, torna-se a maior aventura de todos os tempos. As metas e objetivos que traçamos para a nossa vida, o desgaste da rotina do dia-a-dia, as preocupações em vivermos neste mundo onde tudo passa depressa e sem tempo para se olhar para trás, diria mesmo que estamos a atravessar uma das piores fases da nossa existência. Não descobrimos o fogo, nem o ferro, nem a luz, mas descobrimos milhões de coisas com uma dimensão tão grande que nos esquecemos do essencial da vida: Viver! Há duas semanas atrás recebi a notícia de um lar de

AG e os Meias Limonada - Música POP Portuguesa

Banda de 10 elementos ou Dueto de voz e Piano para locais mais intimistas

A edição do Festival do Pão 2022 foi um êxito em termos de público, mas um completo desastre nos seus objetivos estratégicos. Se o objetivo da organização  era encher o recinto com gente e mais gente, então Parabéns! Se por acaso, queriam dar a conhecer a riqueza do nosso Concelho, através da nossa gastronomia…então esqueçam! Desastre autêntico!

Este ano o cartaz superou todas as expetativas. O melhor dos melhores esteve presente e o público respondeu em força e com grande vontade. Casa cheia todos os dias e não houve espaço nem para se coçarem. Chegou-se ao ponto de se colocar um ecrã de grandes dimensões à porta de entrada do Jardim do Cerco para fazer face às muitas pessoas que não conseguiram entrar no recinto “por não terem chegado mais cedo” e se ter superado o número de 11000 pessoas no seu interior.

Poder-se-ão retirar muitas conclusões após esta edição, que de Pão…nada teve!

Êxito Total na escolha do cartaz, mas verdadeiramente mais direcionado para um evento Festivaleiro do que para um Festival do Pão como o conhecíamos anteriormente.

Como em “equipa que ganha não se mexe”, nem vale a pena fazer qualquer critica construtiva, porque com toda a certeza a matéria está bem fresquinha. Há dois anos deixei algumas sugestões de evolução do Festival do pão e, seja verdadeiro, jamais previ uma massificação como a de este ano. No entanto, muitas soluções foram colocadas na mesa e não é desprestígio para ninguém, poderem fazer uso das mesmas.

Estarei atento ás ideias que irão surgir de novo! Ficarei a aguardar a diversificação de soluções encontradas pelas pessoas que pensam nestes assuntos de forma séria e realista! Infelizmente isto é um condado do meu partido. Tudo vale, mesmo sem nada valerem!

Mas agora…tarde demais!

Palavra de respeito para o presidente da Câmara pelo facto de se apresentar à porta do jardim do Cerco assumindo o comando das operações e dando a cara à população que “chegou mais tarde” e não conseguiu entrar. A pergunta que fica no ar é: E os vereadores… os outros? Onde estavam?

Lá estou eu a ser má língua. Se calhar estavam lá e eu não os consegui ver ou passam despercebidos (começa a ser um problema de futuro próximo, muito próximo!)

Poderia terminar, como sempre faço, “a ser uma oposição àquilo que de bem se faz” no MEU CONCELHO, mas não! Hoje não! Hoje quero dar os Parabéns pelo êxito deste grande evento que se realiza em Mafra, já com repercussão a nível nacional!

Fica apenas uma dica: E se passasse a ser apelidado de “Festival do chouriço“?

Quando alguém te der um limão…

Faz uma limonada!

Compartilhe nas Redes Sociais

Comentários