Sem telemóvel por um dia, nem sabem o bem que lhes fazia!

Compartilhe nas Redes Sociais

Compartilhe nas Redes Sociais

Convido-te a conheceres os meus projetos:

AG e os Meias Limonada - Música POP Portuguesa

Banda de 10 elementos ou Dueto de voz e Piano para locais mais intimistas

Sou daqueles que critico a dependência que temos pela tecnologia e mais ainda por aquele “pedaço de computador” que não nos larga. O telemóvel é mesmo a grande descoberta dos nossos tempos. Na palma da mão temos hoje a possibilidade de estarmos ligados ao mundo. São muitos e diversificados conteúdos que cada um tem na sua posse. Mais caros ou mais baratos, todos eles cumprem de uma ou de outra forma os interesse de cada um de nós.

Já se imaginou sem telemóvel?

Pois é. Certamente todos irão dizer: “-Claro que sim, qual o problema em estar sem telemóvel?”.

Esta semana, por imposições técnicas, devido a avaria do meu telemóvel, fiquei sem o referido aparelho até data a determinar. O problema não está em ter ficado incomunicável, mas sim não saber o que fazer com o tempo disponível! Parece estranha esta minha declaração, mas o telemóvel colmata muito tempo sem darmos por isso. Muitas vezes de forma desnecessária e inútil, mas o que é certo é que o fazemos sem dar por isso. Jogar, mensagens, mails, WhatsApp, facebook, tik-tok, todas as redes sociais, muitas aplicações, etc. experimentem ficar sem o vosso aparelho durante uma semana e vão ver o que é bom para a tosse. Há quanto tempo não pegam no telefone de casa e ligam para alguém?

Estes dias tive que o fazer e tudo me pareceu estranho! Como posso agora criticar os mais jovens que, segundo a minha ideia, viviam dependentes deste artigo? Eu também sou dependente desta “coisa”.

Não é que já tenho saudades do meu telemóvel? Estou à espera do telefonema da operadora a informar-me de que já está pronto e o possa recolher num qualquer local. Ao que cheguei!

Quando alguém te der um limão…

Faz uma limonada!

Compartilhe nas Redes Sociais

Comentários