Parabéns Campo Maior

Compartilhe nas Redes Sociais

Compartilhe nas Redes Sociais

Post mais recente

Chegar à velhice na nossa geração, torna-se a maior aventura de todos os tempos. As metas e objetivos que traçamos para a nossa vida, o desgaste da rotina do dia-a-dia, as preocupações em vivermos neste mundo onde tudo passa depressa e sem tempo para se olhar para trás, diria mesmo que estamos a atravessar uma das piores fases da nossa existência. Não descobrimos o fogo, nem o ferro, nem a luz, mas descobrimos milhões de coisas com uma dimensão tão grande que nos esquecemos do essencial da vida: Viver! Há duas semanas atrás recebi a notícia de um lar de

AG e os Meias Limonada - Música POP Portuguesa

Banda de 10 elementos ou Dueto de voz e Piano para locais mais intimistas

As Festas do Povo de Campo Maior, no distrito de Portalegre, foram hoje classificadas como Património Cultural Imaterial da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO).

A inscrição como Património Cultural Imaterial das festas comunitárias portuguesas, na vila de Campo Maior, na região do Alentejo, foi aprovada ao início desta tarde, na 16.ª reunião do Comité do Património Mundial da UNESCO, que está a decorrer em Paris (França), até sábado.

Fonte: Notícias ao minuto

Foi com grande satisfação que recebi esta notícia sobre Campo Maior e as suas Festas serem reconhecidas com este galardão. Para quem não é conhecedor destas festas possivelmente achará estranho, mas quem as conhece…poderá confirmar de que estamos perante uma tradição de valor, de trabalho, de dedicação, de amor e de tantos outros sentimentos que só lá indo conseguirão sentir tudo isto.

Lembro-me, enquanto criança, de visitar as festas que se realizavam anualmente. As ruas, com aquele sol abrasador, tinham sombra com a quantidade de enfeites de papel. Uma autêntica obra de arte. Como criança, aquele panorama era saído de um filme de animação. Era algo que não conseguia descrever e possivelmente nem lhe atribuir o verdadeiro valor que mereciam. mas sentia-se um orgulho nas pessoas, de rua em rua, de portado em portado ouvirem as vozes de espanto e os olhares surpresos que os visitantes faziam. 

Eu morava em Elvas! Naquele tempo, penso que estes sentimentos já estarão reduzidos ou mesmo sanados, a rivalidade entre as duas localidades era de cortar a ferros. Como Elvense, nunca poderíamos dizer muito bem das festas, só mesmo Bem. E já chegava!

Parabéns a todos os Campomaiorenses por este merecido reconhecimento, esperando brevemente estar presente para poder uma vez mais surpreender-me com o talento das vossas Festas.

 

Quando alguém te der um limão…

Faz uma limonada!

Compartilhe nas Redes Sociais

Comentários