O que faço sem ti

Compartilhe nas Redes Sociais

Compartilhe nas Redes Sociais

Post mais recente

Chegar à velhice na nossa geração, torna-se a maior aventura de todos os tempos. As metas e objetivos que traçamos para a nossa vida, o desgaste da rotina do dia-a-dia, as preocupações em vivermos neste mundo onde tudo passa depressa e sem tempo para se olhar para trás, diria mesmo que estamos a atravessar uma das piores fases da nossa existência. Não descobrimos o fogo, nem o ferro, nem a luz, mas descobrimos milhões de coisas com uma dimensão tão grande que nos esquecemos do essencial da vida: Viver! Há duas semanas atrás recebi a notícia de um lar de

AG e os Meias Limonada - Música POP Portuguesa

Banda de 10 elementos ou Dueto de voz e Piano para locais mais intimistas

Sonhei em ser bravo

Nas ondas do mar

Num barco agitado

Sem medo de não voltar.

 

Fui de partida nesse dia,

Disse adeus sem chorar

Levei a minha alma

Para um outro lugar.

 

Como a hora que foge

Eu não fugi da maré,

As ondas que brilham

Perguntei quem tu és?

 

Caminho no destino

Aceito o mistério do teu cantar

 

Viajo com a lua

Sempre a espreitar.

 

Eu não sei o que faço sem ti!

Eu não sei o que faço sem ti!

 

Lutamos nas ondas

Com a esperança a nascer

As redes que consomem

A vontade de viver.

 

Mergulhados na distância

Quebrando a saudade

Recolho a lembrança

De toda a verdade.

 

Em todos os mares do mundo

Velejo num barco de solidão

Naquelas águas profundas

Pergunto quem tu és?

 

Chego ao porto de abrigo

E dou graças por chegar

 

O sol abraça e olha-me

Sempre a brilhar.

 

Eu não sei o que faço sem ti!

Eu não sei o que faço sem ti!

Eu não sei o que faço sem ti!

Eu não sei o que faço sem ti!

Eu não sei o que faço sem ti!

Eu não sei o que faço sem ti!

Quando alguém te der um limão…

Faz uma limonada!

Compartilhe nas Redes Sociais

Comentários