Festival do Pão sem “fradinhos”?

Compartilhe nas Redes Sociais

Compartilhe nas Redes Sociais

Chegar à velhice na nossa geração, torna-se a maior aventura de todos os tempos. As metas e objetivos que traçamos para a nossa vida, o desgaste da rotina do dia-a-dia, as preocupações em vivermos neste mundo onde tudo passa depressa e sem tempo para se olhar para trás, diria mesmo que estamos a atravessar uma das piores fases da nossa existência. Não descobrimos o fogo, nem o ferro, nem a luz, mas descobrimos milhões de coisas com uma dimensão tão grande que nos esquecemos do essencial da vida: Viver! Há duas semanas atrás recebi a notícia de um lar de

AG e os Meias Limonada - Música POP Portuguesa

Banda de 10 elementos ou Dueto de voz e Piano para locais mais intimistas

Ir a Roma e não ver o Papa… não me parece que seja muito motivador para quem quer que seja!

Fiquei a saber da ausência este ano de uma das grandes marcas do Concelho de Mafra em termos alimentares do Festival do Pão.

Haverão certamente razões a que levaram a empresa de Mafra a não marcarem presença nesta próxima edição da Festa maior da Vila de Mafra e quiçá de todo o concelho.

São muitas as pessoas que nos visitam nesses dias de diversão. Diria também que são muitos os “mafrenses” a saírem à rua para se deslocarem ao jardim património Mundial da UNESCO nestes 10 dias propostos pela organização.

Já vai sendo uma rotina para todos nós, fazermos deste evento um grande acontecimento cultural em Mafra.

E os Fradinhos?

Bom…. os fradinhos não vão estar presentes, pelo menos de forma direta, nesta Festa.

O mais surpreendente desta ausência é o facto dos “fradinhos“, marcarem, como habitualmente, presença na Festa de S. Pedro em Torres Vedras. Sendo assim, para os mais gulosos e conhecedores desta mais antiga iguaria de Mafra e que transporta já na sua marca um peso internacional de elevada dimensão, fica a triste notícia de vos informar que “fradinhos” …. só até às 20 e nas suas lojas físicas.

Espero e faço votos para que não existam muitas mais surpresas destas durante o decorrer do Festival.

 

Projeto Musical muito forte

Olhando  para o cartaz deste ano, verifica-se uma preocupação de agradar a todos. 

Se aprofundar um pouco mais a informação que nos é transmitida, posso mesmo concluir que ainda existem falhas de criatividade na construção destas atividades. Também estou convencido, possivelmente em erro, de que a grande atração da festa jamais poderá ser algo mais do que não o pão!

Vamos fazer contas?

Vamos lá pensar um pouco fora da caixa. E se o festival do pão tivesse o condão de oferecer pão de Mafra durante todo o evento? 

Claro que não me enganei e estou convencido que uma ideia destas seria bem vista por todos.

Como assim?

Ideias até podem existir muitas, mas a continuidade e a “rotinice” matam os relacionamentos e a motivação.

Não sei, nem tenho que saber, o que haverá de novo este ano, mas pede-se que o façam por forma a criarmos boas experiências às pessoas que dele usufruírem.

Ideias precisam-se?

Em todos os ramos de atividade existem necessidades de obtenção de novos pensamentos e, de preferência, criativos. Engane-se de quem pensar que organizar um evento é fazer mais do mesmo!

Umas das ideias que lanço desde já é o pedido de outputs às pessoas para que em anos seguintes se possam efetuar algumas retificações.

Casas de banho continuam na mesma?

Até parece que não moro em Mafra. Vou brevemente tirar as minhas dúvidas quanto a este assunto e que me parece de resolução urgente e importante. Já alguma vez pensaram fazer obras em casa e deixarem a casa de banho igual àquilo que se via há 30 anos atrás? Não será desta vez que o jardim do cerco merece umas casas de banho dignas para todos nós?

Foram poucas as vezes que lá fui, mas sempre que o fiz recordo-me do cheiro intenso (mau) de casas de banho de estádios de futebol. É pura e simplesmente ridículo!

Poderei estar errado quanto à informação que estou a dar, mas acreditem que desde muito tempo que não meto os pés no jardim (Este mal não é só meu. O jardim é muito bonito…mas também não chega!) Depois de verificar, atestarei aqui o estado de evolução da Festa.

Quando alguém te der um limão…

Faz uma limonada!

Compartilhe nas Redes Sociais

Comentários